Vínculo com a igreja:

Recado ao leitor:

Receba atualizações em seu e-mail!

Vídeo do mês:

jesusnafamilia no WhatsApp:

jesusnafamilia no WhatsApp:

domingo, 6 de março de 2016

Casamento: Introdução


“Não foi o S e n h o r que os fez um só? Em corpo e em espírito eles lhe pertencem. E por que um só? Porque ele desejava uma descendência consagrada. Portanto, tenham cuidado: Ninguém seja infiel à mulher da sua mocidade.” (Malaquias 2:15).


A alegria de um casamento feliz e abençoado com amor, filhos respeitosos que tenham uma tranquila transição da infância para a vida adulta responsável é um sonho da maioria dos homens e mulheres. E esse desejo se encontra em quase toda nação e cultura, pois parece estar arraigado em nossas mentes e genética. Tradicionalmente, o casamento tem sido uma união exclusiva entre um homem e uma mulher que abrange o mais íntimo dos atos, a união sexual.

No entanto, nos últimos anos, esse padrão tem mudando. Alguns estão optando por ter filhos fora do casamento e outros estão escolhendo ter relações com o mesmo sexo. No entanto, parece que todos querem a alegria e as bênçãos de uma família. Mesmo muitos daqueles que se desviam do tradicional ainda querem que os seus relacionamentos sejam chamados de “casamentos” e suas uniões sociais de “famílias”. Os casais homossexuais, incapazes de se reproduzir, se esforçam para adotar crianças ou tomam outras providências para que, também, possam ter descendentes. Não é mesmo irônico que esses “experimentadores sociais” queiram a terminologia e os frutos do casamento tradicional, mas não aceitam seguir a receita tradicional? Por que nós, seres humanos, somos tão atraídos pelos termos casamento e família?

O casamento: Será que vai sobreviver?

Ao se observar a situação do casamento hoje não resta dúvidas de que a instituição está sendo seriamente atacada. Em países ocidentais, inclusive os Estados Unidos, Canadá e na Europa, cerca da metade de todos os casamentos primários terminam em divórcio. Voluntariamente, as pessoas que dizem: “Eu aceito”, cada vez mais acabam mudando suas palavras para “Eu não aceito mais”.

Com base na taxa de fracasso dos casamentos de hoje, alguns sociólogos têm previsto que o casamento em breve se tornará obsoleto. Mas, apesar de grandes chances contrárias de encontrar a um relacionamento feliz ao longo da vida, os casais continuam se casando e ainda esperam passar toda a vida juntos. Por que continuamos a perseguir esse ideal? E onde Deus se encaixa em tudo isso? Será que Ele tem algo a ver com a instituição do casamento e, se for assim. Ele nos dá algumas instruções? Quando tudo mais falhar, talvez a gente deva ler as instruções! É evidente que os problemas encontrados nos casamentos não estão limitados apenas aos maridos e esposas, quando os filhos estão envolvidos. Pois, quando eles entram no mérito da questão, também sofrem as consequências do relacionamento de seus pais — seja saudável e forte ou desequilibrado e rompido.



A educação infantil em crise


A crise na educação das crianças tem acontecido em parte por causa da crise nos casamentos. Refletindo as consequências do divórcio e pais que não sabem como serem pais, então as crianças chegam às escolas despreparadas para aprender. As escolas estão sobrecarregadas ensinando às crianças os princípios básicos da civilidade e do respeito que, em toda parte, costumavam serem ensinados pelos pais e que ajudavam a prepara-las para aprender.

Agora as escolas devem ensinar as crianças estes conceitos fundamentais necessários para que possam ser educadas. Juntamente com o trabalho extra de preparar as crianças para aprender, as escolas de hoje estão sendo veementemente criticadas pelos pais exigentes por não fazer um trabalho melhor ao ensinar seus filhos. O psicólogo Robert Evans afirma que, no sistema educacional dos Estados Unidos a crise não está na escola (como a mídia, pais e líderes governamentais muitas vezes se queixam), mas sim na educação infantil.

Segundo Evans, “Os sintomas desta crise - uma deterioração acelerada da civilidade, dos valores, da ética e do rendimento escolar de muitos jovens - aparecem mais nitidamente na escola, e por isso a crise é frequentemente vista como educacional, mas começa bem antes da escola e se estende bem além dela. Sua causa imediata reside em casa com os pais, que estão passando por uma perda generalizada de confiança e competência” (Assunto de Família: Como As Escolas Podem Lidar Com a Crise na Educação dos Filhos -  2004).


Onde você pode encontrar as respostas?


Então, quais são as chaves para um casamento bem-sucedido e uma família feliz? Reconhecendo o valor singular que o casamento proporciona às pessoas e também às comunidades, muitas igrejas agora oferecem (ou em alguns casos exigem) aconselhamento pré-marital para casais antes de contraírem matrimônio. Alguns casais estão escolhendo um novo tipo de casamento chamado “pacto de casamento”—uma relação mais difícil de acabar— em um esforço para construir casamentos “à prova de divórcio”.

Muitas organizações e programas foram criados para fortalecer o casamento e a família. Existem inúmeros, como: Retiros para casais, seminários, programas de aprimoramento e cursos para pais. Há também conselheiros especializados em ajudar os casais a reparar relacionamentos rompidos e a ajudar os pais a lidarem com seus filhos. Mas os resultados são limitados e pouco encorajadores. Os casamentos ainda acabam em divórcio e continua a crise na educação das crianças. O que podemos oferecer neste mar de conhecimento que pode ajudá-lo a melhorar seu casamento e a ter filhos felizes, respeitosos e responsáveis, que serão bem-sucedidos na escola e na vida? A resposta é o entendimento claro do propósito de Deus para o casamento e a família, as principais razões pelas quais as pessoas passam por problemas nessas áreas, e pontos práticos da vida que você pode praticar para fortalecer seu casamento e sua família. Junte-se a nós para explorar o caminho que Deus revela e os passos que você pode dar para realizar o sonho universal de um casamento e uma família feliz e bem-sucedida.




Fonte: Livro Casamento e família: A dimensão perdida - Igreja de Deus Unida - Associação Internacional (EUA).

Nota do autor do Blog: A referida Associação Internacional destaca em seu livro que os assuntos neles contidos destinam-se ao serviço educacional de interesse público. Sendo assim, estarei divulgando paulatinamente todo o conteúdo do livro aqui. Att – Presbítero Marcello.

Nenhum comentário:

Postar um comentário